Dicas, empreendedorismo

E-commerce – Como montar uma Loja Virtual do Zero!

Oi oi, gente!! 🙂

Hoje venho com um assunto que gosto demais, E-commerce! Quero fazer um apanhado geral de tudo o que venho aprendendo nos últimos meses, o basicão mesmo!

Pra quem não sabe, abri minha própria loja virtual (Monte a História), há 5 meses mais ou menos, e resolvi compartilhar aqui como foi todo esse processo.

Se você prefere ver esse post em formato de vídeo, clique aqui.

O que é:

Primeiro, você sabe o que é esse tal de E-commerce ?

Comércio eletrônico (nome em português) é simplesmente toda venda que ocorre inteiramente via internet, compra e pagamento, seja por meio de site próprio, seja nos chamados Market Places, ou até em redes sociais como o Instagram.

Market Place:

Não sabe o que é Market Place? Eu também não sabia que recebiam esse nome até pouco tempo atrás.

Nada mais são do que aqueles sites que reúnem vários vendedores independentes oferecendo diversos produtos, tipo o Mercado Livre, Elo 7, Shopify, Lojas Americanas (é, eles também têm um Market Place), Submarino, Casas Bahia, por aí vai…

 

Em muitas dessas plataformas, qualquer um pode criar uma conta e cadastrar produtos para vendê-los.

É bacana porque você aproveita a grande visibilidade desses sites, bem como as formas de pagamento já integradas à sua conta automaticamente. É um sistema bastante interessante.

Muitos especialistas, inclusive, recomendam que você comece dessa forma, caso não possua nenhuma experiência anterior com vendas através internet. Dessa maneira, você consegue testar a aceitação do seu produto, preço, logística, formas de envio, antes de assumir uma loja própria.

No entanto, como eu já tive lojinha no Instagram, já tinha uma noção de como funcionava a venda online. Então, no meio do ano passado, decidi abrir a minha própria loja virtual.

Muitas e muitas opções:

Comecei as minhas pesquisas e estudos sobre o assunto. Fui inclusive para o Fórum E-commerce Brasil 2018 (maior evento de E-commerce da América Latina e terceiro maior do mundo) em São Paulo. Foi aí que me deparei com um mundo gigantesco de informações e opções.

Dei uma pirada, confesso.

Mas logo percebi que se eu fosse considerar e estudar tudo a fundo, nunca iria colocar a loja no ar.

Registrando o Domínio:

Comecei, então, fazendo o registro do meu domínio na internet – passo básico e mega importante para começar qualquer negócio online.

Se você pensou em um nome legal, já vai correndo checar a disponibilidade no site REGISTRO.BR, que é o site responsável por todo e qualquer domínio brasileiro, terminado em ‘.com.br’ (qualquer empresa que também ofereça esse tipo de registro está apenas fazendo uma revenda). Custa R$ 40,00/ano.

Além disso, eu te aconselho a adquirir logo o registro internacional, terminado em ‘.com’. Vai que depois você quer expandir sua empresa para outros países… Então, já garante logo o nome (vamos pensar grande, ein? haha). Sem falar que muita gente, quando digita o endereço de um site, acaba escrevendo só até o ‘.com’. Custa R$ 40,00/ano.

Esse daí várias empresas vendem, já que é internacional. Eu comprei o meu pela GoDaddy e deu tudo certo!

Plataforma:

Depois que você garantiu seus domínios, é hora de escolher a Plataforma! Não precisa se preocupar tanto com isso. Digo isso, porque eu fiquei louca quando vi a quantidade de opções. Só que depois eu percebi que isso não é nem um pouco determinante para o negócio.

Tanto a Plataforma, como as formas de pagamento não são pontos fundamentais para que o seu negócio dê certo ou não. Contanto que sejam ferramentas que funcionem bem e atendam às suas necessidades, estão ok para você escolher.

Para a minha loja, eu optei pela Plataforma da Loja Integrada, sobre a qual eu já tinha escutado falarem bem e com a qual eu tive contato durante a Feira. Conversei com eles pessoalmente e gostei bastante de todas as funcionalidades da plataforma logo de cara.

loja integradaAssim, é uma plataforma que super indico.

Eu pago o valor mensal de R$ 49,90 no meu plano, mas você pode abrir sua loja totalmente GRÁTIS. O que vai mudar de um plano pra outro é somente a quantidade de visitas por mês, de produtos cadastrados e de administradores da conta.

Depois, você vai precisar montar um Layout. Aqui, o que eu considero importante é você ter uma Logo, bem como tentar organizar sua loja da maneira mais clara e ‘’limpa’’ possível.

O que eu quero dizer com isso?

Quando o cliente entra na sua loja, o seu layout será a sua vitrine e também o seu vendedor. Quanto mais objetivo e autoexplicativo ele for, melhor para a venda!

Opção do Template

Eu aconselho a compra de um Template, caso você não saiba programar um site, nem tenha habilidade com o design gráfico, porque são coisas bem complicadinhas para leigos.

Além disso, é uma alternativa, se você não quer gastar muito dinheiro com uma programação totalmente personalizada da sua loja (varia muito, mas custa de 10 a 20mil reais, pelo menos as que eu pesquisei). Nesse caso, você contrata uma empresa/pessoa especializada que vai montar o site com todas as funcionalidades que você quiser. Só tem que observar aqui os limites da plataforma que você escolher para hospedar a sua loja, se ela aceita esse tipo de personalização completa.

Já um Template é como se fosse a estrutura pronta da sua loja virtual, com banners, botões e menu personalizáveis. Isto é, você adquire esse layout ‘’pré-pronto’’ e vai fazendo as alterações em cima dele. Modificando fotos, texto e cores, por exemplo.

Eu comprei um template, da própria loja integrada, e foi uma das melhores decisões, porque foi tudo muito prático. Como eu não mexo com programação, mas trabalho com design, aproveitei a estrutura do template e eu mesma criei os banners, depois foi só alterar lá na plataforma. Além disso, tive sempre o auxílio da empresa que me vendeu o template.

Como você recebe o dinheiro:

Em seguida, me deparei com as opções de integração das formas de pagamento (PagSeguro, Mercado Pago, PayPal, Pagar.me, etc).

Não vou me estender nesse assunto, porque, como já disse, várias dessas são muito boas e qualquer uma que te atenda, em relação a taxas e prazos, está de bom tamanho. Ademais, a própria plataforma já te oferece as integrações. É bem intuitivo.

Em praticamente todas, você terá uma espécie de conta digital de vendedor, na qual o dinheiro das vendas cairá automaticamente e ficará disponível pra utilização dentro de alguns dias. Aqui vale uma pesquisa no site de cada intermediador, para ver qual vai servir melhor pra você.

Só quero deixar registrado que comecei utilizando o PagSeguro, mas me decepcionei muito, inclusive perdi vendas, porque o sistema deles vive saindo do ar. Agora estou usando o Mercado Pago e, por enquanto, tenho gostado, está tudo funcionando normalmente.

Formas de envio:

Depois de tudo isso, você terá que definir a sua forma de envio. Se você vai entregar em todo o País, ou só na sua cidade. Se vai utilizar os Correios, motoboy, transportadora.

Nos correios e demais empresas, vale a pena pesquisar sobre os contratos oferecidos aos micro empresários, porque infelizmente os fretes ainda são caros.

Além disso, existem agora algumas intermediadoras de envio, que têm contrato com os Correios e, por isso, conseguem oferecer preços de frete mais acessíveis.

O importante, nesta etapa, é você ficar atento à embalagem, prazo de envio e melhor forma de cobrar o valor do frete. Muitas vezes, é interessante repassar somente parte do valor e absorver o restante, já embutindo no preço do produto.

Propaganda é a alma do negócio:

Pra finalizar, quero falar sobre o Marketing, que é a alma do seu negócio online.

Quando se abre uma loja virtual, você não tem um ponto físico, por onde as pessoas irão casualmente passar e ter contato com o seu negócio. No mundo virtual, você estará no mar da internet, por onde os consumidores navegam, geralmente, de forma direcionada.

Anúncios no Instagram, influenciadores, Google, mídias sociais em geral. Essas são ferramentas de captação de clientes. Tenha em mente que você precisará, sim, investir em propaganda se quiser crescer o seu negócio virtual.

E isso leva algum tempo. Claro que não é regra, mas é o que acontece em geral.

Você precisará de paciência e muito trabalho de Marketing para fazer da sua loja um sucesso! Mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Com estudo, dedicação e persistência, você consegue!

Bem.. espero ter ajudado! Este foi só um apanhado geral pra você que tem vontade de vender pela internet, mas não sabe por onde começar.

Eu gostaria de ter lido um post desses antes de começar a minha jornada, hehe. Teria me poupado um tempo enorme!

Depois, eu irei trazer cada assunto desses de forma aprofundada. Qualquer dúvida que você tenha, já deixa aí nos comentários. Ou se você já tem uma loja virtual e quer acrescentar algo, escreve aqui também, vamos conversar!

Beijo grande e até o próximo post. ❤

Se quiser ver o vídeo desse post, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s