reflexão

Questão de perspectiva

Quero iniciar com esta frase, porque percebi que ela tem tudo a ver com o que tenho vivido nos últimos tempos:

Transforme a si, para transformar o mundo!

Há um tempinho, eu estava bem pra baixo, sabe? Triste por algumas coisas que não vêm ao caso agora. E isso estava realmente me abalando, de uma maneira que eu não conseguia mais viver minha rotina normalmente. Sentia um peso enorme e constante. Estava a maior parte do tempo no “piloto automático”, porque nada tomava mais a minha concentração do que esses problemas dos quais falei.

Pensava, a todo momento, “tenho que fazer algo”, “tenho que mudar as coisas que estão erradas na minha vida”. No entanto, todas essas situações que me aflingiam estavam fora do meu alcance, real! Tipo, eu não tinha o que fazer.

Só que não dava pra eu viver no piloto automático até que as coisas decidicem se ajeitar do jeito que eu queria… eu tinha que fazer algo, mesmo que não fosse pra mudar a situação. E fiz.

Mudei a minha perspectiva. Mudei o jeito como eu estava olhando pra tudo.

Pode parecer clichê, óbvio, batido… mas não é. Não quando você se vê diante de uma situação que te exige isso. É manjado numa frase motivacional, mas não quando a frase faz sentido na sua vida.

Era a minha única alternativa.

Depois de algumas poucas mudanças de pensamento e atitude, meu astral mudou, saí do piloto automático e tomei a rédeas da minha vida novamente.

E foi aí que percebi que nada à minha volta tinha mudado, absolutamente nenhuma das situações tinha se resolvido, apenas eu! É como se eu tivesse me resolvido, entende?!

Aceitei as situações “erradas” (só lembrando que aceitar não quer dizer se conformar), como o cenário que eu tinha que estar naquele momento, por alguma razão (com certeza, eu ainda virei a saber qual é).

O que podia fazer com o que eu tinha naquele momento? Quais as “minhas armas”? Não adiantava eu ficar tentando imaginar como seria se tal coisa fosse diferente… NÃO! Como as coisas são AGORA é o que importa. O que eu posso fazer com os recursos que eu tenho AGORA é o que interessa!

Porque a c e i t a r, digo, aceitar de verdade, é libertador, você devia tentar! Acredito que as pessoas sofrem (estou me incluindo aí), porque não aceitam o que sai fora do planejado e ficam sempre lutando contra isso, imaginando como seria se as coisas tivessem acontecido como elas queriam. Mas aí que mora o problema.

Você tem que verdadeiramente aceitar a sua situação e dar um belo de um: “OK, VIDA”. “É ISSO QUE EU TENHO? BELEZA! VAMOS TRABALHAR COM ISSO!”

E quando você começa a enxergar as coisas por outra perspectiva, quando começa a entender que talvez passar por aquilo foi muito necessário PRA TE MUDAR, tudo fica mais leve.

Já parou pra pensar que se tudo saísse sempre como você planeja, você talvez nunca tivesse dado um passo a frente, nem aprendido nada, muito menos conquistado coisas que você não queria, mas que passou a valorizar?

Eu tenho certeza absoluta que pelo menos uma coisa na sua vida você encontrou quando “perdeu” outra! E o legal está nisso!

Existem situções que não vão mudar. O que vai mudar é a nossa postura em relação a elas. E, muitas vezes, isso nos salva, pode acreditar.

To só querendo te mostrar que talvez você precise ser mudado, para mudar o que tanto quer! Pense nisso!

Beijo grande! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s